CHICO VELLOZO
CHICO VELLOZO
O botafoguense e torcedor da Portela Chico Vellozo é formado em erros e acertos da vida e um grande observador do cotidiano. exitodias2@gmail.com

Por: CHICO VELLOZO

17/03/2021

17:53:03

ATENTO E FORTE

ATENTO E FORTE
Para que houvesse a retomada do processo democrático ocorreu a “abertura” em 1985. Desde então o povo brasileiro vem buscando assimilar “o sistema político em que os cidadãos elegem os seus dirigentes por meio de eleições periódicas”. Numa democracia o voto é de extrema relevância, pois é através dele que são definidos os rumos da nação. É preciso muito entendimento das coisas para chegar-se a um posicionamento que resulte na escolha de um representante que contribua verdadeiramente para o bem comum.

Na democracia, os direitos e deveres devem ocupar lugar de destaque. Os ditos “representantes do povo” deveriam ter atuado intensamente para que esses importantes preceitos fossem realmente operacionalizados.

A Constituição Federal de 1988, através do seu Art. 1º, em parágrafo único, normatiza que “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.”, ou seja é através do voto que garante-se o exercício do poder.

Durante muito tempo houve um torpor coletivo e os cidadão brasileiros, numa espécie de ressaca crônica que perdura desde as Diretas Já, permitiram que no âmbito político ocorressem sérias distorções. Não foi percebido pela população que os eleitos democraticamente criaram aberrações sinistras que lhes favoreciam plenamente, fazendo surgir inúmeras prerrogativas, fóruns privilegiados e incontáveis benesses que tornaram a “carreira legislativa” extremamente vantajosa.

No poder judiciário não foi diferente, e nesse verdadeiro cenário de permissividade o executivo ficou sujeito a inúmeras ingerências, principalmente em um regime presidencialista de coalizão. A expressão “é dando que se recebe” tornou-se notória na relação entre os poderes.

Passou da hora de repensarmos tudo isso! Será que as coisas estão funcionando como deveria ser, ou é preciso operar mudanças? A Constituição Cidadã ainda atende aos nossos anseios? O regime presidencialista ainda é o mais indicado? Podemos aceitar a ditadura do judiciário?

Com tudo que vem acontecendo precisamos cair na real e avaliar se realmente estamos fazendo a coisa certa. Vale a pena pagar tantos impostos? Há verdadeiramente justiça no país?  A classe política merece mesmo tanto favorecimento?

Como dizia a antiga canção “É preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte!” Sou um cidadão brasileiro que vive atormentado com tudo isso, serei o único?

 

Publicidade

Friweb Agência Digital
ÊXITO RIO
ÊXITO RIO
Últimos vídeos postados

GASTRONOMIA

VALE A PENA VER DE NOVO: OS SABORES DA
VALE A PENA VER DE NOVO: OS SABORES DA (...)
O empresário niteroiense Emerson Pelegrinelli, proprietário da boutique de carnes "Santa Carne" na Região Oceânica de Niterói, fala sobre cortes especiais e (...)

HISTÓRIA

NOVA FRIBURGO, A SUÍÇA BRASILEIRA?  (PARTE 4))
NOVA FRIBURGO, A SUÍÇA BRASILEIRA? (PARTE (...)
Neste último episódio da série de programas, o professor Ricardo Costa fala do Movimento operário e as greves do século XX em Nova (...)