CHICO VELLOZO
CHICO VELLOZO
O botafoguense e torcedor da Portela, Chico Vellozo é formado em erros e acertos da vida e um grande observador do cotidiano. exitodias2@gmail.com

Por: CHICO VELLOZO

01/07/2022

13:34:06

SKATE - AMOR AO PRÓXIMO ACIMA DE TUDO

Enquanto o mundo esportivo sofre com a intolerância de maneira geral, skatistas apresentam um comportamento pleno de solidariedade e compreensão.
SKATE - AMOR AO PRÓXIMO ACIMA DE TUDO
A competição é inerente a sobrevivência das espécies fazendo parte da rotina diária dos seres vivos, seja na selva ou no espaço urbano. Não há como fugir dessa realidade, em todos os âmbitos a dicotomia vitória/derrota está presente. Cabe ao mundo civilizado criar mecanismos para essa questão essencial da humanidade tenha uma orientação digna. A vitória não pode ser tudo e a derrota nada. No desenrolar do processo competitivo existem inúmeros fatores intervenientes que influenciam de maneira determinante no resultado. Treino é treino e jogo é jogo, com certeza é uma afirmação corriqueira que ilustra muito bem a ideia de quem vence, necessariamente, nem sempre é o melhor, apenas, naquele momento decisivo, obteve êxito . Perder ou ganhar não deveria ser considerado um caso de vida ou morte, apenas o resultado de uma disputa. "Zebras" acontecem, não é verdade?

A paixão clubística exacerbada, como todo exagero, é perniciosa ao ambiente social. A agressividade gerada em nome de um sentimento nutrido pelas cores de um clube tem sido constantemente matéria de debate. É unânime a indignação em relação a xingamentos, injúrias, depredações e até assassinatos. É necessário urgência no encaminhamento dessas questões que afligem a sociedade como um todo. Em dia de jogo de futebol, por exemplo, todos correm riscos. Os estádios já não são os únicos locais em que a sanha desenfreada de desequilibrados - que se intitulam “torcedores” – se manifesta.

Já estive vinculado ao ambiente de esporte de combate e também do futebol. Observa-se com clareza que nas artes marciais existe uma preocupação com a formação educacional dos praticantes e, em função disso, essas atividades são muito procuradas pelos pais que buscam proporcionar aos filhos um ambiente de disciplina e respeito. No âmbito do futebol a coisa é um pouco diferente. Em muitos casos a ideia é que haja o desenvolvimento das habilidades na prática do “antigo esporte bretão”  para que o entrosamento com os demais colegas seja facilitado, já que ser o último a ser escolhido numa pelada é muito humilhante. Entretanto, de maneira muito recorrente, a prática futebolística está associada a oportunidade de obtenção, através dela, de dinheiro e sucesso.

Não quero, de maneira nenhuma, afirmar que só no futebol se encontram distorções no entendimento das coisas.    Aceitar a derrota é muito difícil no ambiente de competição, mas essa possibilidade faz parte das disputas. O esporte é realmente uma ótima ferramenta para promover a boa formação educacional. Quando bem orientado, o praticante de qualquer modalidade vivencia um enorme aprendizado que constitui uma sólida base para se enfrentar as vicissitudes da vida.

No início do texto citei os praticantes de skate como referências positivas. É admirável o comportamento deles em uma competição, seja em que âmbito for. O sentimento de união impera até numa disputa por medalha de ouro em Jogos Olímpicos. Na final do park, quando a super favorita Okamoto Misugu caiu no fim de sua terceira volta, as suas rivais  foram consolá-la. Ao término da prova as oito finalistas se envolvberam num grande abraço. Esse não é o único caso de camaradagem que rola no skate. Segundo Yndiara Asp, atleta olímpica da modalidade na Tókio 2020, o espírito do skate é o espírito olímpico: "o skate tem muito esse espírito de superação, de cair e levantar, então a gente sabe como é difícil acertar uma manobra, como é difícil se superar e todo mundo ali estava tentando se superar. É por isso que a gente consegue comemorar junto e esperar o melhor de todo mundo". Dora Varella, que também participou da última Olimpíada, definiu muito bem o espírito do skate e o que aprenderam com o esporte: “O skate ensinou isso para a gente. A gente quer ver todo mundo feliz, com um sorriso no rosto, e se divertindo. Então, acertando ou errando, a gente quer ir lá ajudar as pessoas, dar os parabéns, a gente quer ver todo mundo acertando, a gente quer ver todo mundo dando seu melhor para sair todo mundo feliz.”

O skate apresentou ao mundo um universo diferente que precisa ser observado com mais atenção. O adversário não é inimigo, o rival não deve ser odiado e o mundo não precisa de tanta polarização. e a vitória a todo custo pode ser considerada uma aberração. Ter uma carreira esportiva vitoriosa não garante ao campeão o mesmo desempenho no decorrer da sua vida. Nem sempre ele tem a mesma capacidade para superar as situações adversas do dia a dia com teve para vencer seus adversários. A competição faz parte da nossa existência, mas dentro dela há espaço para solidariedade, empatia, compaixão...e principalmente muito amor ao próximo!


Friweb Agência Digital
ÊXITO RIO
ÊXITO RIO
ÊXITO RIO

TURISMO

VALE A PENA VER DE NOVO: ESTÁ SURGINDO A ROTA CERVEJEIRA DO RIO DE JANEIRO - CERVEJAS DAS MONTANHAS
VALE A PENA VER DE NOVO: ESTÁ SURGINDO A ROTA CERVEJEIRA DO RIO DE JANEIRO - CERVEJAS DAS MONTANHAS
A Rota Cervejeira do Rio de Janeiro vai ligar todos os produtores de cerveja da região, das micros as grandes cervejarias além dos brewpubs, oferecendo aos turistas e visitantes uma...

GERAL

VALE A PENA VER DE NOVO:  VÍDEO COMEMORATIVO REVISTA ÊXITO RIO 10 ANOS
VALE A PENA VER DE NOVO: VÍDEO COMEMORATIVO REVISTA ÊXITO RIO 10 ANOS
Uma história contada em vários capítulos e com muitos...