CHICO VELLOZO
CHICO VELLOZO
O botafoguense e torcedor da Portela, Chico Vellozo é formado em erros e acertos da vida e um grande observador do cotidiano. exitodias2@gmail.com

Por: CHICO VELLOZO

22/04/2021

19:17:46

QUERO O “ESTADO IMAGINÁRIO”

QUERO O “ESTADO IMAGINÁRIO”
Assisti um filme produzido com muita competência e sensibilidade. É um alento para quem precisa entender que, realmente, "só o amor constrói". Os exemplos apresentados no filme, que ocorrem em função de mudanças comportamentais dos personagens, são factíveis e ilustram a possibilidade de um mundo melhor a partir de nós mesmos.

Em “Um Padre no Tan Padre” (https://www.netflix.com/br/title/80134886) percebemos que, independentemente de qualquer coisa, existem pessoas maravilhosas no mundo. As diferenças não importam, o que realmente deve ser relevante é a intenção de buscar-se aquele estado imaginário chamado de felicidade. É isso sim, precisamos estar sempre dispostos a rever conceitos para permitir mudanças significativas nos rumos de nossas vidas.

“Pior do que morrer é o medo de morrer, pior que o medo de morrer é o medo de viver”, essa frase foi proferida durante um diálogo improvável entre dois personagens em que um deles era um jovem portador de um câncer agressivo e o outro um senhor bastante idoso, ambos cientes do fim muito próximo. Nessa cena, o jovem dá uma verdadeira lição de vida dizendo que era muito feliz, mesmo estando em situação terminal,

Com os sentimentos exacerbados em função da pandemia emocionei-me intensamente, até mesmo porque pra mim é hora de mudanças. O período sabático compulsório imposto pelo isolamento social serviu para um profundo mergulho em minha alma. Nessa introspeção percebi que não é preciso ir muito longe para tornar o mundo melhor. O ideal de felicidade - que sempre esteve tão distante – pode ser alcançado, mas depende de atitude e foco. Ficar aguardando mudanças comportamentais nas demais pessoas não condiz com quem busca uma vida melhor. A proatividade na busca pela positividade, valorizando constantemente as coisas boas e não abatendo-se diante das ruins, pode ser determinante para que sejam pavimentadas as relações ideais, seja com os outros ou consigo mesmo. Essa é a atitude a ser incorporada por quem quer ser dono do seu próprio destino. É claro que a espiritualidade deve ser considerada, pois o imponderável faz parte do nosso dia a dia e para o perfeito entendimento do extraordinário, só havendo a crença em uma energia superior. Pelo menos, no meu pensamento deve ser assim.

Estar disposto a ser feliz e perseguir sempre esse intento deve ajudar muito. Saber que um hoje triste pode ser véspera de um amanhã alegre é uma ótima estratégia para manter-se o equilíbrio. Tanto as coisas boas quanto ruins passam, mas muitas das vezes a gente se engana. Uma contrariedade ocorrida em uma parte da nossa jornada diária - eventualmente - nos deixa a impressão que o dia foi péssimo. E isso, definitivamente, não é bom!

Veja só prezado leitor, um simples filme desencadeou uma quantidade enorme de reflexões que resultaram em conclusões muito importantes pra mim. Por isso, recomendo a película!

 

Publicidade

Friweb Agência Digital
ÊXITO RIO
ÊXITO RIO
Últimos vídeos postados

GASTRONOMIA

VALE A PENA VER DE NOVO: OS SABORES DA
VALE A PENA VER DE NOVO: OS SABORES DA
O empresário niteroiense Emerson Pelegrinelli, proprietário da boutique de carnes "Santa Carne" na Região Oceânica de Niterói, fala sobre cortes especiais e (...)

HISTÓRIA

NOVA FRIBURGO, A SUÍÇA BRASILEIRA?  (PARTE 4))
NOVA FRIBURGO, A SUÍÇA BRASILEIRA? (PARTE (...)
Neste último episódio da série de programas, o professor Ricardo Costa fala do Movimento operário e as greves do século XX em Nova (...)