Por: VANESSA CASTRO - ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO MINISTÉRIO DO TURISMO

27/04/2021

15:59:44

PRIMEIRA MISSA DO BRASIL MARCA INÍCIO DA CONSOLIDAÇÃO DO PAÍS COMO UM DESTINO DE FÉ

Data histórica, celebrada nesta segunda-feira, faz referência ao turismo religioso, que motiva a visita de milhões de turistas todos os anos
PRIMEIRA MISSA DO BRASIL MARCA INÍCIO DA CONSOLIDAÇÃO DO PAÍS COMO UM DESTINO DE FÉ
As raízes religiosas brasileiras datam do descobrimento do país. No primeiro domingo desde a chegada dos portugueses ao Brasil, há exatos 521 anos, a primeira missa em terras brasileiras era celebrada. No dia 26 de abril de 1500, o Frei Henrique de Coimbra presidiu a cerimônia na Praia da Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália, cidade a 741 km de Salvador. O local até hoje é símbolo de fé e marca o início de uma cultura de crença que forma a identidade do povo brasileiro. - O Brasil é um importante destino de turismo religioso. Crédito: Márcio Filho/MTur

Durante toda a história do Brasil, diversas religiões se consolidaram entre os cidadãos e o país se tornou um relevante destino de turismo religioso, com atrações, festas, símbolos, locais e cerimônias de fé que acabaram se tornando a principal motivação de viajantes nacionais e internacionais. De Norte a Sul do país, igrejas, templos, sinagogas e outros espaços passaram a ser mais que atrações espirituais, mas também turísticas.

“O turismo religioso no Brasil é uma importante fonte geradora de emprego e renda para nossa população. Esse segmento atrai turistas de todo o mundo e é o responsável por consolidar municípios como destinos e referências para visitação”, ressalta o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

O Brasil também é conhecido pela infinidade de festas religiosas que atraem milhões de fiéis, como o Círio de Nazaré, em Belém (PA); a Festa de Iemanjá, em Salvador (BA); a Festa do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte (CE); a Festa do Sairé, em Alter do Chão (PA); e a Festa da Padroeira do Brasil, em Aparecida (SP).

Outro importante destino do segmento é o Caminho dos Jesuítas, localizado no Rio Grande do Sul, mas que ultrapassa as fronteiras brasileiras e se configura como a principal rota turística da região e uma das maiores do mundo. O roteiro perpassa cinco países (Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai) e é comporta por 26 municípios gaúchos, incluindo as ruínas de São Miguel das Missões, declaradas sítios do Patrimônio Mundial Cultural pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). A Região das Missões é um conjunto de ruínas remanescentes das missões dos primeiros padres jesuítas no século XVII, parada obrigatória para quem busca entender as raízes do sul do país.


A Região das Missões faz parte do Caminho dos Jesuítas, importante roteiro de turismo religioso da América do Sul. Crédito: Jefferson Bernardes/MTur 

A Região das Missões faz parte do Caminho dos Jesuítas, importante roteiro de turismo religioso da América do Sul. Crédito: Jefferson Bernardes/MTur 

RECURSOS - Neste mês de abril, o Ministério do Turismo autorizou o repasse de R$ 20 milhões para a integração viária dos sítios arqueológicos da Região das Missões, o que deve facilitar o acesso de turistas à localidade. As obras de pavimentação já autorizadas pelo MTur abrangem, além do acesso ao parque turístico Alvorada, no município de Vitória das Missões (R$ 7,1 milhões), a ligação da BR-285 até o sítio arqueológico São João Batista, na cidade de Entre-Ijuís (R$ 3,3 milhões) e o acesso ao parque histórico São Lourenço Mártir, em São Luiz Gonzaga (R$ 9,6 milhões).

Publicidade

Friweb Agência Digital
ÊXITO RIO
ÊXITO RIO
Últimos vídeos postados

TURISMO

VALE A PENA VER DE NOVO: TOCA DA ONÇA LUMIAR
VALE A PENA VER DE NOVO: TOCA DA ONÇA LUMIAR
Muito procurada por turistas e visitantes, a Toca da Onça é um dos principais atrativos da região de Lumiar. A localidade dispõem de muitas belezas naturais que (...)

GERAL

VALE A PENA VER DE NOVO:  VÍDEO COMEMORATIVO REVISTA ÊXITO RIO 10 ANOS
VALE A PENA VER DE NOVO: VÍDEO (...)
Uma história contada em vários capítulos e com muitos (...)