22/09/2020 - 14h49min - Autor: Ministério do Turismo

GUIA DO VIAJANTE RESPONSÁVEL

GUIA DO VIAJANTE RESPONSÁVEL

A viagem segura depende de nós

Com o intuito de informar os turistas sobre como fazer uma viagem segura em tempos de pandemia, o Movimento Supera Turismo Brasil lançou o Guia do Viajante Responsável com recomendações de prevenção contra a covid-19. Formado por entidades representativas dos setores de Viagens e Turismo, o Movimento promove ações de valorização à importância do setor como um vetor estratégico para a retomada do desenvolvimento econômico sustentável, em meio ao contexto do coronavírus.

O documento instrui os viajantes sobre a importância de planejar a viagem e incluir, preferencialmente, estabelecimentos que tenham o Selo Turismo Responsável, do Ministério do Turismo, além de checar se a agência de viagem ou operadora está cadastrada no órgão regulador. (Acesse o guia https://drive.google.com/file/d/1yWfCOQehbp7KeQtlXwcz12egMS3BYpUu/view)

O guia também traz outras orientações como: a utilização de máscara e a atenção em levar um item reserva para a troca durante a viagem; a higienização frequente das mãos e das bagagens; a realização de check-in online para transporte aéreo, hotéis, locadoras, passeios, atrativos e outros, sempre que disponível e a priorização de bares e restaurantes que usem serviço virtual para visualização do cardápio. Outra indicação é dar preferência a programas ao ar livre e levar copos e canudos próprios para evitar o contágio.

SELO - Para auxiliar os empreendimentos sobre as medidas recomendadas para a reabertura, o Ministério do Turismo publicou os protocolos sanitários recomendados para 15 segmentos turísticos que fazem parte do Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (https://cadastur.turismo.gov.br/hotsite/#!/public/capa/entrar), além de um conjunto de orientações também para os turistas. Clique http://www.turismo.gov.br/seloresponsavel/ e conheça os protocolos construídos em parceria com o trade, levando em consideração diretrizes internacionais, e contou com a validação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Parceiros