01/11/2019 - 18h12min - Autor: Andreia Constâncio

ROTA CERVEJEIRA RJ COMEMORA CRIAÇÃO DA CÂMARA DA CERVEJA

Câmara setorial no Ministério da Agricultura reúne as principais lideranças do segmento cervejeiro do país 

ROTA CERVEJEIRA RJ COMEMORA CRIAÇÃO DA CÂMARA DA CERVEJA

A Rota Cervejeira RJ (ACCERJ-TUR, a Associação Turística das Cervejarias e Cervejeiros do Estado do Rio de Janeiro) está comemorando a instalação da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Cerveja no Ministério da Agricultura, ocorrida na tarde da última quarta-feira (29/10), em Brasília. O colegiado, formado pela Associação Brasileira da Cerveja Artesanal (Abracerva), e a Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe), vai debater medidas para atender as demandas do setor e ajudar a aumentar a produção da bebida no país, e a Rota Cervejeira RJ faz parte deste grupo, como “convidada permanente”, assim como outras associações cervejeiras importantes no país. No detalhe: Integrantes da Rota Cervejeira RJ

A Rota Cervejeira foi criada em 2014 com o objetivo de fomentar o turismo que tinha sido comprometido pelas chuvas frequentes na região serrana do Rio e hoje conta com a participação de 20 cervejarias associadas nos municípios de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e Guapimirim. 

“Em 2014 Identificamos no setor de cervejas artesanais e especiais na Região Serrana do Rio, uma boa oportunidade também para fomentar o mercado que estava em franco crescimento. Começamos com seis cervejarias e hoje estamos mais fortes, trabalhando estrategicamente com parceiros dos setores de turismo, gastronomia, serviços. No mês em que completamos cinco anos de vida, ficamos extremamente orgulhosos em poder colaborar nos debates, proposição de pautas e encaminhamentos. Sermos reconhecidos nacionalmente pelo trabalho que estamos desenvolvendo nos alimenta de forma a continuar fomentando essa cadeia tão importante economicamente para o país!”, comentou Ana Claudia Pampillón, coordenadora da Rota. 

A câmara reúne as principais lideranças do segmento cervejeiro do país, desde os produtores de insumos (lúpulo e cevada), de cerveja no âmbito nacional e regional, de embalagens até representantes de supermercados, envolvendo toda a cadeia produtiva do campo ao copo. 

De acordo com o Ministério da Agricultura, a qualificação das pequenas cervejarias – maioria na região serrana do Rio - está entre as metas prioritárias da câmara setorial, com previsão de ações visando o acesso a mercados externos e a promoção da cerveja brasileira em feiras e eventos e capacitação das cervejarias para exportação. 

O presidente eleito para a câmara e representante da Associação Brasileira da Cerveja Artesanal (Abracerva), Carlo Lapolli, destacou a importância de uma câmara exclusiva para debater as questões do setor. “A instalação da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Cerveja é um marco histórico para o desenvolvimento do mercado cervejeiro nacional. A oportunidade do debate entre os mais diversos elos da cadeia irá fomentar a valorização da cerveja brasileira, levando a um incremento da produção e democratização da cerveja”, disse.

O setor cervejeiro brasileiro já é o terceiro maior do mundo, com mais de 1.190 empresas registradas e produção de 14 bilhões de litros por ano. A produção representa cerca de 2% do PIB (Produto Interno Bruto), com faturamento de R$ 100 bilhões por ano e geração de 2,7 milhões de empregos. 

A agenda estratégica da Câmara da Cerveja traz ações para o período de 2020 a 2025. Em política agrícola, as metas são a criação de seguro para produtores de cevada que abastecem o setor cervejeiro, implantação de crédito para plantação de cevada, maltarias, lúpulos e adjuntos cervejeiros dos pequenos empreendedores, além de recursos para instalação e ampliação de pequenas e médias cervejarias. 

Outro assunto é a criação de linhas de financiamento para a importação de máquinas, compra de insumos e estoques. Serão debatidos também os conceitos de cerveja, produção e comercialização, com ênfase para a cerveja artesanal e caseira, assim como regulamentação da produção, concursos, rotulagem e transporte.

Parceiros