19/08/2019 - 17h42min - Autor: Kellen Alvares

Go Vegan!

Go Vegan!

Nos últimos anos, houve uma mudança global em relação ao consumo de carne. Mesmo que possa parecer imperceptível, os dados não me deixam mentir. No detalhe: feijoada vegana

Segundo um relatório da GlobalData* realizado em 2018, 70% da população mundial está reduzindo o consumo de carne ou cortando completamente a carne do cardápio. O mesmo relatório mostra o crescimento da categoria vegana nos Estados Unidos nos últimos três anos, que apontou um aumento de 600%.

Na Romênia, em 2017, a demanda por comida vegetariana cresceu 800%. 

Em 2012, 8% da população brasileira se declarou vegetariana, número equivalente a 15,2 milhões de pessoas adeptas ao movimento no país segundo uma pesquisa realizada pelo IBOPE. Em abril de 2018, a empresa realizou novamente a pesquisa e o número de vegetarianos praticamente dobrou nos últimos 6 anos, contabilizando 14% da população brasileira, equivalente a 30 milhões de adeptos ao vegetarianismo e quase 5 milhões de adeptos ao veganismo no Brasil. 

Trufa de cacau desconstruída

Ainda em uma pesquisa realizada pelo DataFolha em 2017, 63% dos brasileiros pretendem reduzir o consumo de carne. 

Entre os motivos que têm inspirado pessoas a aderirem o movimento, destacam-se a causa animal, a sustentabilidade, a saúde, a economia e a espiritualidade.

Recentemente, foi publicado um relatório das Nações Unidas referente ao Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC).

O documento faz um alerta apoiando a redução do consumo de carne, apontando a alimentação vegana ou vegetariana como solução para salvar o planeta. 

Com o movimento em constante crescimento, o mercado gastronômico segue seus passos, buscando atender com criatividade, sabor e qualidade essa promissora demanda. 

RildasVeg é um delivery de comida vegana, e como cliente posso afirmar, todos os pratos são deliciosos!

Strogonoff de soja, arroz e fritas

E pensando no respeito pelos animais, em todo esse ativismo e claro, em todo esse sabor, nesta edição, apresento-lhes o que Rio das Ostras tem de bom: 

Quem faz o RildasVeg acontecer?

Trabalhamos em sinergia. Somos três e cada um tem seu toque e

carinho. A finalização é união de tudo isso. 

Há quanto tempo são veganos? Como e porque se tornaram veganos?

Apenas eu, Luiza Martins, sou vegana. Desde nova não tinha muita afinidade com carne e em alguns casos sou até alérgica. Depois que alcancei a adolescência comecei a estudar sobre o veganismo e desde então resolvi abolir a carne e seus derivados do meu cotidiano. A Clara é vegetariana e o Pablo está em transição, eles também saíram da caixinha e perceberam que não faz mais sentido se alimentar de animais mortos. 

Já cozinhavam antes? Como começaram com a cozinha vegana?

Todos somos apaixonados por cozinhar. Adoramos nos reunir para fazer comida e testar receitas antes mesmo disso virar trabalho. Começamos a cozinhar pratos veganos após a Luiza se tornar vegana. Sempre tem que fazer uma comida diferenciada para ela e geralmente testava receitas e todos gostavam. Nós somos meio orgânicos mas também fazemos alguns cursos para aprimorar nossos conhecimentos. 

Coxinha de jaca, bolinha de calabresa, falafel, bolinho de grão de bico

Como surgiu o RildasVeg? Qual sua principal proposta?

O Rildas Veg surgiu com essa transição para o veganismo e a dificuldade em comer em Rio das Ostras. Percebemos que tinham pessoas interessadas e que seria legal trazer essa proposta para pessoas alheias ao assunto também. A principal motivação é mostrar que podemos comer coisas gostosas e nutritivas sem explorar os animais. 

Como você vê o crescimento do veganismo no Brasil, no mundo e também aqui na Região? 

O ativismo veg cresce a cada dia. Vejo que as pessoas estão se tornando mais conscientes de seus hábitos alimentares e se unindo ao lado dos animais. Acredito muito na próxima geração, já se vê muitas crianças, nas redes sociais, que imploram para os pais não cozinhar ou servir animais. Me sinto muito feliz com essa corrente de manifestação e consciência que tende aumentar nos próximos anos. 

Qual seu prato favorito e qual o mais pedido pelos clientes?

Somos bem comilões e praticamente gostamos de TODOS os pratos(Risos). Os clientes adoram coisas diferentes, como escondidinho de jaca, bife acebolado, strogonoff e por aí vai. 

Alguma dica pra quem quer se tornar vegetariano/vegano?

Estaremos aqui para apoiar. Eu sei que a caminhada é um pouco difícil mas vale muito á pena. Entender que os animais não foram criados para nos servir, é libertador. Estude bastante, leia e se aprofunde nesse tema incrível! Sugiro também verificar como estão as fontes de vitamina B12 e mantê-las controladas. 

Que mensagem fantástica! 

Não se trata apenas de paladar, mas principalmente de tornar o mundo um lugar muito mais sadio, sustentável e pacífico para todos os seres que nele vivem. 

Parceiros