29/03/2019 - 14h02min - Autor: Roberto Vassallo

REPATRIANDO O DINHEIRO DE BRASILEIROS QUE CIRCULA NO EXTERIOR

 REPATRIANDO O DINHEIRO DE BRASILEIROS QUE CIRCULA NO EXTERIOR

A tentativa de repatriar cerca de trilhões de dólares de brasileiros residentes no exterior, foi um verdadeiro fracasso por conta da i-n-c-o-m-p-e-t-ê-n-c-i-a do governo Temer. Taxaram essas entradas de capital, quando deveria ser justamente o contrário, pois, na situação fiscal em que o país se encontra, com uma dívida pública astronômica e praticamente impagável, como força de expressão, deveríamos pagar - isto sim- aos brasileiros para internarem esse estratosférico volume de dinheiro. O que, com certeza  daria para abater substancialmente a nossa dívida pública.


SALÁRIO MÍNIMO

O salário mínimo, que nivela as capacidades por baixo, deveria ser substituído pelo SALÁRIO PROFISSIONAL baseado nas necessidades de desenvolvimento do país.

O Governo catalogaria as profissões que mais interessam ao nosso desenvolvimento, por ordem de prioridade, e pagaria mais a elas. Então, ao se aposentar o indivíduo se manteria com o seu salário profissional mais justo socialmente e escalonado, consoante seu grau de capacidade, ao invés de com o mínimo vigente.

Vale ressaltar que cerca de oitenta por cento da população ganha  dois salários mínimos, enquanto os outros vinte por cento restantes,recebe um mínimo!!! Como diria o jornalista Bóris Casoy, "Isso é uma vergonha!!!"

No Brasil ainda persiste a política burra. Sempre que o salário mínimo é reajustado o custo de vida sobe na mesma proporção. Quer dizer, nesta circunstância, nunca o custo de vida é confortável para aqueles cujas capacidades continuam sendo niveladas por baixo. Repetindo, e é justamente isso que o famigerado salário mínimo tem feito.


IMPOSTO DE RENDA

O termo Imposto de Renda deveria ser extinto e em seu lugar adotado o IMPOSTO SOBRE O PADRÃO DE VIDA(IPV). Até porque salário não é renda!!!


Parceiros