22/03/2019 - 15h07min - Autor: Roberto Vassallo

EMPOBRECIMENTO DOS MUNICÍPIOS X MENTIRAS SOBRE A INFLAÇÃO

EMPOBRECIMENTO DOS MUNICÍPIOS X MENTIRAS SOBRE A INFLAÇÃO

Caso eu esteja errado, rasgo meu diploma universitário na hora! É por essas e por outras que sou contra o câmbio flutuante. Enquanto alguns setores da economia são beneficiados, outros amargam enormes prejuízos, gerando uma tremenda insegurança financeira neste país como um todo


Sobre a causa do empobrecimento dos municípios, só não enxerga quem não quer. Diariamente sai deles uma montanha de dinheiro: das loterias: federal, mega-sena etc.; a grana das concessionárias de transportes, de águas, de energia elétrica, no caso específico de Friburgo, a ENERGISA, que vai para a sede em Cataguases(MG); o dinheiro das teles, das grandes cadeias de lojas  de departamentos, de alimentos como os supermercados, geralmente sediadas em São Paulo. Alegam elas que pagam à Prefeitura o ISS(Imposto sobre Serviços), uma ninharia em relação ao caminhão de dinheiro traduzido por uma indecente e dissimulada forma de evasão de divisas. RIOCAP que, sob a promessa de sorteio de um carro e algumas motos surrupiam milhões do município.

Pelo exposto, afinal, o que permanece de fato nessas comunidades interioranas? Analisando friamente, trata-se de uma sangria sem precedentes. Ainda a meu ver, deveria existir uma lei, norma, decreto ou medida provisória obrigando essas instituições a porem essa fábula de dinheiro para circular exclusivamente nesses locais; com isso, as prefeituras aumentariam a arrecadação de impostos, a população sairia ganhando pela redução do grande número de desempregados; a prosperidade seria um fato palpável , além da riqueza nacional ser mais igualitariamente distribuída. A República começa no interior. Municípios fortes, República consolidada.

Assim sendo, soluções existem, como, por exemplo, a que foi sugerida certa vez pelo Ratinho, em seu prestigiado Programa,  de se criar oásis de prosperidade no semi-árido nordestino com a implementação dos cassinos, a exemplo de Las Vegas(USA). Enquanto tal não acontece vive-se sob a hipocrisia segundo a qual o jogo corrompe, vicia e é instrumento de lavagem de dinheiro. Paralelamente, empresas bilionárias  do ramo querem aqui se instalar mas permanecem em compasso de espera o que, sem dúvida, iria gerar milhares de empregos com carteira assinada, reduzindo drasticamente o contingente dos  13 milhões de  desempregados!

Outra saída maluca para enfrentar o problema do empobrecimento do país seria aproveitar nossa tradicional ligação histórica com Portugal, como pretexto para adotar o Euro como moeda oficial . Aí o problema estaria resolvido. Como cursei a cadeira de Economia na Faculdade(todos os meus professores lecionaram em Universidades americanas), aprendi a chegar a conclusões fora do comum. Esta é uma dentre tantas outras.

AS TRADICIONAIS MENTIRAS SOBRE A INFLAÇÃO

Dizem os economistas que a inflação está em torno de 3%. Verdade? não, mentira. Está todo mundo enganando todo mundo e todo mundo sendo enganado por todo mundo! A inflação encontra-se hoje talvez no modesto patamar de 30% ao mês! Sabe por que? porque  indexaram a  economia! Taxa SELIC,INPC,IPCA, IGPM, IPCS-5 etc., etc., etc. É um véu de Ísis destinado a impedir que as pessoas enxerguem a verdade. São índices fictícios! Daí haver eu criado o jargão: Economia indexada, inflação camuflada! 

Eis a prova: a pesquisa de preços feita sistematicamente pelo IBGE e pela FGV, para efeito de cálculo do índice inflacionário(detalhado no meu artigo "O Insuportável Custo Brasil", publicado neste portal , não considera um elemento importante, cuja sigla foi criada por mim, importantíssima, por sinal.  Até porque sem ela não se pode  conferir credibilidade a esses levantamentos. Refiro-me ao PARE, Percepção de Aumento na Reposição de Estoques. Sim, porque esse vício pernicioso e dissimulado já vem de longe. Qualquer consumidor consciente pode constatar por si mesmo. Toda vez que você recompra determinado produto que estava em falta, este aparece com o seu preço reajustado, sem qualquer justificativa e com o dólar estável!!! Some todos esses pequenos aumentos nos diversos segmentos e perceberá, com o seu próprio discernimento, que eles acabam  imprimindo de fato um peso substancial nesse cálculo. Foi a maneira encontrada pelos inescrupulosos gananciosos de ganharem cada vez mais sem serem percebidos pelos órgãos de controle e pelo grosso da população. Idêntico ocorre com as grandes cadeias de lojas de alimentos, de departamentos, etc., as quais, ao criarem seus próprios cartões personalizados, transformaram-se em disfarçadas financeiras.  Caso eu esteja errado, rasgo meu diploma universitário na hora! É por essas e por outras que sou contra o câmbio flutuante. Enquanto alguns setores da economia são beneficiados, outros amargam enormes prejuízos, gerando uma tremenda insegurança financeira neste país como um todo

Parceiros