16/01/2019 - 10:45h - Autor: Andreia Constâncio

Teresópolis vai receber 1° Workshop Nacional de Plantio de Lúpulo

Teresópolis vai receber 1° Workshop Nacional de Plantio de Lúpulo


O evento está sendo organizado por Ana Cláudia Pampillón, coordenadora da Rota Cervejeira RJ, e por Teresa Yoshiko, empreendedora, empresária e proprietária do Viveiro Ninkasi. Informações sobre inscrição e toda a programação podem ser obtidas com Ana Cláudia Pampillón pelo telefone (21) 99810-8294.
Teresa Yoshiko

Confira a programação completa abaixo: 

1° Workshop Nacional de Plantio de Lúpulo 
LOCAL: Centro Cervejeiro da Serra - Grupo Petrópolis
Rodovia Br 116 km 50, Serra do Capim, Teresópolis - RJ 
DATA: 26 e 27 de janeiro de 2019
VALOR : R$ 1 MIL ( Mil Reais) 

Programação:  
SÁBADO - 26/01
8h às 9h - Credenciamento no Centro Cervejeiro da Serra 

9h às 9h30 - 
Abertura e apresentação do workshop.
(Ana Cláudia Pampillón)

9h30   às   10h10 - 
A formação da Associação dos produtores de lúpulo do Brasil (APROLÚPULO).
(Alexander Creuz)

10h20 às 11h -
Principais cultivares.
(Max Raffaele)

11h10 às 11h50 - 
Aspectos agronômicos sobre o cultivo do lúpulo.
(Pablo Sotomayor)

12h às   12h40 - 
Viveiro, mudas e propagação de mudas.
(Teresa Yoshiko)

12h50 às  14h50 - 
Almoço 

15h às 15h30 -
A importância de um bom projeto de irrigação no plantio de lúpulo.
(José Hilário Cordeiro Neto)

15h40 às 16h40 - 
O panorama setorial cervejeiro no Brasil e perspectivas para o mercado de lúpulo.
(Eduardo Fernandes Marcusso)

16h50 às 17h30 - 
Do Campo ao Copo - geração de valor do produto final
(Diego Gomes)

17h40 às 18h-
Encerramento (Ana Cláudia Pampillón)

18h - Beer Break
Degustação na Micro Cervejaria

21h - 
Jantar harmonizado na fazenda com o Chef Gustavo Fonseca e o sommelier José Padilha 
 
DOMINGO - 27/01 
8h -Café da manhã especial 
9h - Visita técnica na plantação de lúpulo (fazenda)
11h - Visita técnica no Viveiro do lúpulos Ninkasi 
13h - Todos liberados 

 
SOBRE OS PALESTRANTES:

EDUARDO FERNANDES MARCUSSO
Formado em Geografia pela UNESP/Campus Rio Claro, Mestre em Sustentabilidade na Gestão Ambiental pela UFSCar/Campus Sorocaba e Doutorando em Geografia pela UnB, com a tese intitulada de “Os Territórios da Cerveja”, é Sommelier de cervejas pelo Instituto da Cerveja e servidor público federal do MAPA, atuando na Coordenação Geral de Vinhos e Bebidas, tendo publicados diversos estudos sobre cerveja pelo ministério e na área acadêmica.
 
PABLO SOTOMAYOR 
Cultiva lúpulos em uma área de aproximadamente 300 metros quadrados no quintal de sua casa em Brasília. 
O cultivo é orgânico e certificado pelo sistema participativo - OPAC Cerrado e vêm obtendo bons resultados de produtividade de qualidade. Algumas plantas chegam a produzir até 500g de lúpulo seco por colheita, e algumas já foram colhidas três vezes num período de 11 meses. Análises físico químicas realizadas em universidades apontam para um produto de qualidade, com homogeneidade na maturação das flores, alta concentração de ácidos alfa e de óleos essenciais. 
Em 2019 ampliará o cultivo para uma área de 4 mil metros quadrados.
 
ALEXANDER CREUZ
Formado em administração de empresas, pós graduado em marketing e finanças, técnico em agronegócio,  produtor de lúpulos em Lages/SC (Lúpulos Serrana). 
Atual presidente de Associação Brasileira de Produtores de Lúpulo (APROLÚPULO)
 
MAX RAFFAELE 
Formado na Universidade da Florida em engenharia civil e também em Biologia.Formado na Mercer College , Nova Jersey em agrimensura (topógrafo). Proprietário  e presidente há 24 anos da empresa A-1 Land Surveys (A1LS.com) nos EUA; técnico em Cultivo de Lúpulo pela Universidade de Minnesota State.  Técnico em Criação e Cultivo de Lúpulo no Gorst Valley Farm; proprietário da empresa Hops Brasil com produção de Lúpulo na Lupulandia, Penha, SP; sócio de HopSP com duas produções de lúpulo em São José de Rio Preto e Guzolandia (SP)

DIEGO GOMES 
Engenheiro apaixonado pela indústria de transformação, pós graduado em gestão empresarial, defensor do crescimento da participação do setor secundário no PIB e no desenvolvimento da educação, Diego é mestre cervejeiro e malteiro formado pela Doemens Akademie na Alemanha. Iniciou sua jornada em cervejaria em janeiro 2002 atuando desde estagiário de manutenção a diretor industrial do Grupo Petrópolis. Atualmente é responsável pelo planejamento da estratégia das áreas de transformação do GP, liderando os executivos envolvidos pela construção da filosofia do “campo” ao “copo” dentro do Grupo Petrópolis.                
 
TERESA YOSHIKO
Técnica  em agropecuária formada pela UFF, atua há 26 anos na área agrícola. Proprietária do viveiro Ninkasi que tem capacidade de propagação de 10.000 mudas de lúpulo mensais, e o primeiro viveiro com certificado de registro para o cultivo de lúpulo no Brasil.

JOSÉ HILÁRIO CORDEIRO NETO
Técnico Agrícola formado pela Escola Técnica Federal de Rio Pomba em 2002 Curso de projetos e equipamento para irrigação Rain Bird em 2007. Trabalha com Irrigação desde 2004. (IRRIGAR SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO)
 
JOSÉ PADILHA 
Sommelier de cervejas pela Doemens Akademie e Mestre em Estilos pelo Siebel Institute. Consultor de cervejarias, docente da Escola Superior de Cerveja e Malte, expert em cerveja da rede Zona Sul, apresentador da coluna Carta de Cerveja da Band News, head sommelier do The Beer Planet e jurado de concursos nacionais e internacionais.

GUSTAVO FONSECA
Carioca, cozinheiro com 12 anos de experiência, já trabalhou com chefs como Alex Atala, no premiado D.O.M.Formou-se em gastronomia em Buenos Aires, período em que trabalhou com cozinheiros de todo o mundo, adquirindo e trocando experiências com grandes profissionais.  Hoje se dedica a seu trabalho autoral em menus degustação para eventos e restaurantes, além de produção e conteúdo de gastronomia para fotografia e televisão, como o “Perto do Fogo”, do chef Felipe Bronze para o canal GNT.
 
ANA CLÁUDIA PAMPILLÓN  
Sommelier de cervejas pelo Instituto da Cerveja (ICB), cervejeira artesanal, turismóloga e coordenadora da Rota Cervejeira RJ. Atuante no mercado de cultivo do lúpulo desde o início de 2018 com o objetivo de aproximar o produtor de lúpulo ao mercado de cervejas especiais.

INVESTIMENTO: 
R$ 1 mil ( MIl Reais)
INCLUI:
• Welcome coffee
• Palestras relativas ao plantio com os maiores especialistas do setor 
• Almoço de sábado 
• Beer break com cervejas experimentais diretamente dos tanques 
• Hospedagem na fazenda de lúpulo 
• Jantar de sábado com o Chef Gustavo Fonseca, com harmonização conduzida pelo sommelier José Padilha e as cervejas da Rota Cervejeira RJ
• Visita técnica na fazenda de lúpulo 
• Visita técnica no Viveiro de mudas do lúpulos Ninkasi 
• Certificado de participação

Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários