01/08/2018 - 14:46h - Autor: Victor Viana

Theo Fresia encerra preparação para as etapas europeias do WQS

No sábado, o surfista encara um torneio no Rio de Janeiro para entrar no ritmo

Theo Fresia encerra preparação para as etapas europeias do WQS

Após grandes resultados no continente Africano, Theo Fresia, surfista de Búzios, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, termina sua preparação para mais um grande desafio: a perna europeia do circuito mundial, World Quality Services (WQS), e Marrocos. Neste fim de semana, do dia 3 ao dia 5, no Rio de Janeiro, Theo compete no Estadual de Surf Pro RJ, para manter-se no ritmo dos torneios e na próxima quarta-feira (8), Fresia embarca para a França onde segue mais um período de treino até a primeira etapa no velho continente, em Lacanau Pró, do dia 14 até 19 de agosto. Ao todo serão 4 torneios em 3 países; França, Espanha e Marrocos.

Após o Lacanau Pro, o jovem atleta continua em terras francesas para a disputa do Anglet Pro, do dia 21 até o dia 26 de agosto. Em seguida, na Espanha, do dia 29 até o dia 2 de setembro, a etapa será o Pantin Galicia. E fechando essa série de etapas, Theo encara o Afanplace Pro Casablanca, do dia 8 ao dia 12 de setembro, no Marrocos. 

Lembrando que o atleta compete com recursos próprios, trabalha muito e tem a ajuda de familiares e amigos para realizar o objetivo: chegar ao WT. Theo Fresia, de 19 anos, vem fazendo bonito nas etapas do World Quality Services (WQS), a divisão de acesso ao World Tour (WT). Theo conseguiu expressivos resultados nesse ano de 2018, o seu primeiro ano no WQS. Há algumas semanas, na África do Sul, o buziano conseguiu um expressivo 9° lugar e um 3° lugar em duas etapas. Com isso subiu mais de 100 posições no ranking da organização mundial. 

Theo começou a surfar com 8 anos de idade. O irmão dele, Yuri, resolveu aprender a surfar em uma escolinha pública, e Theo, que é o caçula, resolveu ir junto. Theo sempre foi muito competitivo, que por ser caçula, sempre quis ganhar dos irmãos. Então isso ajudou a entrar nas competições do surf, já que gostava de surfar, e gostava de competir. 

Depois que competiu pela primeira vez, o surfista começou a pesquisar os calendários dos próximos campeonatos, foi ali que viu que era um vício. Sua família sempre apoiou e apoia. O primeiro torneio foi uma etapa do Campeonato Brasileiro Sub-21, em 2016. Estavam os melhores do Brasil, mais de 100 surfistas, e fez a final contra dois paulistas e um pernambucano. Theo ficou em 3º, finalizando o ano como 3º melhor sub-21 do Brasil naquele ano. 

O surf do Theo é um surf mais de linha, de borda, é o que mais sabe fazer! Ele é muito fã do Kelly Slater, de todos os fatores: surf, como pessoa, como comportamento fora e dentro d’água, para o Theo, ele é o cara. Além disso, gosta de assistir o sulafricano Jordy Smith. 

Theo gosta da linha clássica, dos carvings alongados, isso mesclado com uma linha agressiva. O interessante é a variação na onda. O cara conseguir fazer os dois tipos de surf na onda.  Ser um dos maiores competidores do mundo é o objetivo do jovem atleta. Existem algumas variações de aéreos que são bem difíceis, alguns grabs que poucos conseguem.

Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários