22/03/2018 - 10:20h - Autor: Ricardo Silva de Souza

STEPHEN HAWKING: SUA EXISTÊNCIA IMPROVÁVEL DESAFIOU O COSMOS

STEPHEN HAWKING:  SUA EXISTÊNCIA IMPROVÁVEL DESAFIOU O COSMOS

A esmagadora maioria das pessoas o conheceu mais pela sua deficiência do que pela sua ciência. Aos 21 anos ele foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA), porém isso o jamais impediu de estudar, levando-o a ser dos cientistas mais consagrados do mundo. Muito se fala sobre as grandes descobertas de Hawking dentro da astrofísica, mas além de sua rica e relevante produção científica, existem vários outros fatos curiosos sobre esse brilhante físico. Vejamos alguns deles:

1.      Ele já foi o pior aluno da turma - Hoje em dia, conhecemos Hawking como uma mente brilhante, cujas teorias são difíceis de entender. Entretanto, foi um aluno preguiçoso quando se tratava de seus estudos escolares;

2.      Hawking viveu muito mais do que o previsto pelos médicos - Durante sua pós-graduação, começou a mostrar sintomas de sua doença, sempre tropeçando ou esbarrando nas coisas. Ele foi  diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica, doença neurológica que faz com que os pacientes percam o controle de seus músculos. Hawking foi informado pelos médicos que provavelmente viveria no máximo mais 3 anos. Contrariando as expectativas médicas, ele viveu com a doença por mais de 50 anos;

3.      Era popular nos esportes quando jovem - Apesar de ser um calmo estudante de física, ele era membro da equipe de remo em Oxford. Como o remo era uma modalidade importante, tradicional e competitiva em Oxford, a função de timoneiro no time o tornou muito popular. Paradoxalmente, essa popularidade atrapalhava seus hábitos de estudo, pois ele chegava a treinar seis dias por semana;

4.       Hawking acreditava em aliens - Considerando todo o trabalho de Hawking na cosmologia, as pessoas se interessavam pela sua opinião sobre a possibilidade da vida alienígena. Durante a celebração do 50º aniversário da NASA, em 2008, Hawking mencionou suas idéias sobre o assunto. Dada a vastidão do universo, ele acreditava que poderia, sim, existir vida alienígena primitiva lá fora, e que, também, seria possível existir outro tipo de vida inteligente. Disse, ainda, que  deveríamos nos preocupar com a existência desses alienígenas, pois a vida em outros planetas provavelmente não seria baseada em DNA, portanto, não estaríamos imunes às suas doenças;

5.      Ele era muito popular na televisão - Além de ter sido um físico famoso, ele também era conhecido por ter um excelente senso de humor. Apareceu pessoalmente pela primeira vez na televisão em 1933, em um episódio de Star Trek: The Next Generation e depois na famosa série "The Big Bang Theory". Além disso, versões animadas dele apareceram em "The Simpsons" e “Futurama”, onde ele próprio emprestou a voz de seu famoso sintetizador de voz;

6.      A voz de Hawking era única - O sintetizador original de Hawking foi criado por uma empresa californiana. Inicialmente, o programa permitia que ele "falasse" usando um clicker manual, onde ele escolhia as palavras que apareceriam em uma tela. Com a progressão da doença, Hawking tornou-se incapaz de utilizar  as mãos. Passou, então, a usar em seus óculos um sensor infravermelho que gerava as palavras detectando o movimento de sua bochecha. Apesar de ser britânico, sua voz artificial tem um sotaque americano. Embora vozes melhores e mais claras já estivessem disponíveis, Hawking se recusou a trocá-la, pois acreditava que essa voz havia se tornada uma parte de sua identidade. Além disso, a voz do sistema de fala de Hawking nunca foi replicado pela empresa, fazendo com que ela fosse única;

7.      Autor de livros infantis - Uma das facetas mais inesperadas do currículo de Stephen Hawking é a de ter sido autor de livros infantis. Em 2007, em parceria com a sua filha Lucy, Hawking publicou o livro "A chave secreta de George para o Universo", com o objetivo de ensinar conceitos importantes da física para as crianças. O livro foi escrito para ser o primeiro de uma trilogia que continuaria com as aventuras de George. O próximo da série saiu em 2009 e é chamado de "A caça ao tesouro cósmico de George";

8.      Hawking nasceu no dia 8 de janeiro de 1942, exatamente 300 anos depois da morte de Galileu Galilei, que morreu em 1642. A data da morte de Stephen Hawking, 14 de março de 2018, coincide com dia de nascimento de Einstein.

9.      Por fim, as cinzas do astrofísico britânico Stephen Hawking, morto aos 76 anos, foram enterradas ao lado da sepultura do grande físico Isaac Newton, na Abadia de Westminster, onde estão os restos mortais das maiores personalidades do Reino Unido.

 

Fonte: www.hipercultura.com


Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários