08/06/2017 - 09:51h - Autor: Cassiano Emerick

Frio, um aliado para o treinamento físico

Frio, um aliado para o treinamento físico

O frio chega e a vontade de fazer exercícios some. A tentação de dormir até mais tarde e consumir calorias em excesso transforma o inverno na ”estação da preguiça”. É ai que mora o perigo! Quem não se cuida no inverno acaba tendo de compensar esse período de indolência - se quiser fazer bonito no verão - com exercícios mais intensos e/ou dietas restritivas durante os meses seguintes. O ideal é manter a prática regular de atividades físicas que, além de espantar o mau humor, permite uma melhor relação consumo/gasto calórico e uma melhor condição de saúde.  É importante saber que, apesar do “modo hibernação”, o inverno é o período ideal para se aprimorar o condicionamento físico.

Para que quer emagrecer fica aí a dica: o treino durante o inverno traz ótimos resultados pelo simples fato de se queimar mais calorias na manutenção do corpo aquecido, o que aumenta o gasto de energia. Então, o segredo é utilizar essa “vantagem” para potencializar os efeitos dos exercícios aliando a eles, se possível, uma dieta equilibrada para a obtenção de uma significativa redução de gordura.

Pode-se também investir no ganho de massa muscular, já que o clima ajuda em vários aspectos. Por exemplo, o fato de se manter uma dieta mais substancial no inverno, contribui para aumentar a possibilidade de um maior ganho no trabalho de hipertrofia. Além disso, após um aquecimento bem feito, a disposição para treinar aumenta bastante no frio, fazendo com que o praticante se exercite de maneira mais intensa.

Para quem é acometido de mau humor crônico durante o inverno, o treinamento físico pode ser muito importante para liberar no organismo a endorfina! Essa substância natural que é produzida pelo cérebro durante e depois de uma atividade física regula a emoção e a percepção da dor, ajudando a relaxar e gera bem-estar e prazer. Considerada um analgésico natural, a endorfina atua reduzindo o estresse e a ansiedade, aliviando as tensões e até recomendada no tratamento de depressões leves. Por isso, algumas pessoas são “viciadas” em exercícios físicos! Algumas pesquisas afirmam que a sensação de puro êxtase gerada pela endorfina pode ser sentida em uma ou duas horas após a sua liberação, podendo persistir até 72 horas após a atividade.

É importante saber que para a obtenção de resultados plenos, sem riscos a saúde, é necessária a orientação de profissionais especializados. Os exames médicos são imprescindíveis, assim como o acompanhamento de educadores físicos durante o treinamento e de fisioterapeutas em caso de lesões. Pense nisso: Manter a mente e corpo saudáveis deve ser um hábito em todas as estações do ano!

Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários