18/05/2017 - 16:09h - Autor: Panrotas

Número de brasileiros na África do Sul cresce 175% em fevereiro

Número de brasileiros na África do Sul cresce 175% em fevereiro

DURBAN (ÁFRICA DO SUL) – O número de visitantes brasileiros na África do Sul teve um crescimento percentual significativo em fevereiro deste ano, em comparação com o mesmo mês em 2016. O aumento foi de 175,6%, com um total de 11.847 visitantes. O único mercado com aumento percentual maior do que o do Brasil foi o Chile, com 221,1% e 1.798 visitantes. O Brasil é um dos três mercados estratégicos nas Américas para o South African Tourism (SAT), junto com Estados Unidos e Canadá. Os números foram apresentados durante a Indaba, a maior feita de turismo da África, que termina nesta quinta-feira (18).

Sisa Ntshona com Tati Isler, representante da África do Sul no Brasil

O CEO do SAT, Sisa Ntshona, que assumiu o cargo no final de 2016, chama a atenção também a importância dos mercados do Oriente Médio e da China para a manutenção da curva de crescimento do número de visitantes estrangeiros na África do Sul.

“A África do Sul está fazendo grandes investimentos estratégicos. Temos três mercados-chave: Oriente Médio; Ásia, porque não podemos ignorar a China, e América do Sul. O crescimento do turismo impulsiona a economia. Somos um país único, com uma grande variedade de experiências muito diferentes e preços competitivos”, ressalta Ntshona, em entrevista a jornalistas brasileiros e da Argentina no ICC Durban.

Entre as possibilidades de roteiros na África do Sul que vão além dos safáris, Ntshona destaca programas de aventura como bungee jumping, enoturismo e até a observação de estrelas.

“O turista brasileiro chega à África do Sul pela primeira vez com dois objetivos: fazer safári, no Kruger Park especificamente, e conhecer a Cidade do Cabo”, diz Tatiana Isler, representante do SAT no Brasil. “Lugares icônicos fazem parte do roteiro de uma primeira viagem. Mas uma vez aqui eles descobrem a ótima infraestrutura turística, a gastronomia e os bons vinhos, os safáris em outras regiões do país. E a maioria quer voltar.”

Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários