19/04/2017 - 09:44h - Autor: Leonardo Ramos - Panrotas

Como feriados e FGTS podem aquecer o Turismo em 2017

Como feriados e FGTS podem aquecer o Turismo em 2017

Uma combinação improvável deve impulsionar o Turismo brasileiro em 2017, segundo o Google. Isso porque para quem só consegue tempo para viajar aos feriados, em 2017 teremos dez, e melhor ainda: nove são datas prolongadas e apenas um (15 de novembro) no meio dasemana. Aproveite esta boa notícia e acrescente a liberação do saque do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e terá um fortalecimento do mercado turístico no País no ano, aumentando, principalmente, o número de viajantes domésticos.

"Nós vemos o maior número de feriados como mais uma oportunidade de viagem dentro do orçamento do brasileiro, principalmente com a melhora da economia e com o FGTS injetado na sociedade", explicou ao Portal PANROTAS o analista de Indústria do Google Brasil, Felipe Chammas.

Alinhando entrevistas com mais de mil usuários através da ferramenta Google Consumer Survey (realizadas em março) e dados das plataformas do grupo, como o Waze, o estudo do grupo demonstrou como os feriados e a liberação do FGTS podem de fato aquecer o segmento do Turismo no País:

FERIADOS EM 2017 = VIAGENS?
Feriado é sinônimo de viagem: essa é a visão de 34,7% dos entrevistados no Google Consumer Survey. A pesquisa registrou ainda que 48,4% das pessoas irão com certeza ou provavelmente aproveitar algum dos feriadões de 2017 para colocar o pé na estrada, sendo que elas terão sete recessos prolongados que ainda estão por vir para cumprir a missão (já se passaram Carnaval e Páscoa). Em contrapartida, 34,3% afirmaram que não devem viajar nos feriados deste ano.

“Em um ano com poucas oportunidades, o viajante costuma se resguardar financeiramente para uma grande viagem; quando cresce o número de feriados, porém, as pessoas aproveitam para fazer também viagens curtas, como para o litoral ou interior, por exemplo”, acrescentou Chammas.

Você pretende viajar em algum feriado de 2017?Respostas
Com certeza / considerando a possibilidade48,4%
Provavelmente não17,3%
Com certeza não34,3%

Entre as datas mais planejadas para viagens, fora as férias escolares de julho (35,3%), estão o ano novo, com 30,4%; o Natal, com 29,5%; e a Páscoa, que aconteceu na semana passada, feriado em que 29,2% dos entrevistados já tinham viagem planejada.

O grande número de recessos neste ano deve favorecer ainda os 28,7% da pesquisa que citaram a falta de tempo como principal motivo para viajar menos; já o quesito financeiro foi citado por 53,9% como motivo de viajarem com menor frequência.

INSPIRAÇÃO PARA VIAGENS EM ALTA
Outro ponto destacado por Felipe Chammas é a grande capacidade que os feriados têm em instigar as pessoas a viajarem mais, principalmente devido ao compartilhamento de experiências de pessoas próximas. “Além de mais oportunidades para viajar, as pessoas têm mais contato com familiares e conhecidos que viajaram durante os feriados, ou seja, é um ano em que a inspiração para viajar acaba conquistando novos potenciais turistas”, explicou o analista do Google.

“Depois de feriados ou do ano novo, por exemplo, acontecem os picos de interesse nas viagens, quando as pessoas veem as fotos e experiências dos outros e acabam criando o interesse em conhecer os mesmos lugares”, complementou.

O QUE DIZ O WAZE?
Segundo o Google, o aplicativo de mapeamento de trânsito Waze registrou em 2016 que as pessoas se locomovem muito mais nos feriados: na Proclamação da República, por exemplo, a média diária de quilômetros rodados pelos usuários do aplicativo foi de 56,5 milhões, contra a média do mês de novembro, que ficou em 38,6 milhões, representando um crescimento de cerca de 46% durante o recesso.

Ainda segundo análise dos dados do app, há uma grande diferença entre o número de quilômetros rodados nos feriados prolongados e naqueles que são no meio da semana: quando a data cai em uma quarta-feira, a média de quilômetros rodados se mantém estável ou tem um aumento em torno de 10% em comparação a média normal; já em feriados prolongados, a média cresce entre 30% e 50%.

O IMPULSO DOS SAQUES DO FGTS
A liberação do saque das contas inativas do FGTS, sancionada pelo presidente Michel Temer, é outro ponto que deve aumentar substancialmente o número de brasileiros que vão viajar este ano: segundo a pesquisa do Google,cerca de três milhões de pessoas que retiraram ou podem retirar seu saldo do fundo pretendem utilizar o dinheiro para viajar.

Ainda segundo o grupo, isso representa 9% das pessoas que terão acesso à renda extra, porcentagem que embora pareça pequena, é alta se comparada aos outros gastos que devem ser realizados com o FGTS.

"Na nossa pesquisa detectamos que, das pessoas que vão retirar o saldo do FGTS, 10% pretendem usar o dinheiro para quitar dividas, e outros 10% pretendem pagar estudos com o montante. Se você pensar que aqueles que devem realizar estes gastos, considerados mais necessários, tem uma diferença de apenas 1% para os que pensam em gastar com viagens, os 9% para o Turismo podem ser considerados muito promissores para o segmento", finalizou Felipe Chammas.

Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários