11/09/2017 - 09:37h - Autor: Redação

Os benefícios do EPOC em sua rotina de treinos

Os benefícios do EPOC em sua rotina de treinos

O EPOC (excess post excersise oxygen consumption) é a capacidade do organismo de queimar calorias mesmo depois do treino. O efeito prático desse processo é a manutenção do metabolismo em ritmo mais acelerado por um maior período de tempo. Isso faz com que haja o consumo de calorias mesmo depois de encerrada a sessão de treinamento! O “consumo excessivo de oxigênio após o exercício" resulta em um gasto calórico na faixa de 15% acima do normal mesmo em repouso.

O EPOC é diretamente proporcional a intensidade do exercício, ou seja, quanto maior o estímulo maior o período de aceleração do metabolismo. Algumas atividades proporcionam um consumo excessivo de oxigênio após o exercício mais efetivo. A musculação, por exemplo, lidera o ranking das atividades físicas que mais queimam calorias após o término da prática. Uma hora de treino com intensidade moderada pode queimar cerca de 300 calorias, mas o EPOC dura, normalmente, de 12 a 24 horas. Esse período de tempo pode ser até duplicado em função do tempo de treino e da carga utilizada.

A corrida ocupa a segunda colocação no ranking! Essa atividade além de muito benéfica para o sistema cardiorrespiratório consume muitas calorias. Trinta minutos de atividade em ritmo intenso, diariamente, já é o bastante para a obtenção de bons resultados. E o melhor: após o término do treino, o corpo continua em plena atividade por até 8 horas! Na terceira colocação temos as lutas. Elas mobilizam vários grupos musculares ao mesmo tempo, levando a um gasto calórico bem alto. Praticando por cerca de 60 a 90 minutos, em uma intensidade entre moderada e forte, as modalidades de combate podem promover um gasto médio de 800 calorias e garantem um EPOC por até 5 horas.

Citamos apenas as principais atividades, mas muitas outras podem desencadear um EPOC duradouro. A alimentação correta após o treino pode contribuir decisivamente para potencializar os efeitos desse processo metabólico. Os alimentos protéicos com baixo teor de gordura, como aves, peixes e ovos podem ser combinados com fontes de carboidratos de baixo índice glicêmico como pães e frutas, contribuindo não só para um maior período de EPOC como também para reposição das energias perdidas durante o treino e a recuperação muscular. Uma dica importante, é a de que após o treino intenso de duração de mais de uma hora e meia, é imprescindível o consumo de carboidrato, preferencialmente integrais. 

Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários