10/04/2018 - 08h08min - Autor: Ayrton Dias

Por que não?

A truta de Nova Friburgo, um ótimo símbolo para o turismo

Por que não?

Reunimos na Fazenda Velho Araribá - pioneira na truticultura do município- pessoas direta e indiretamente relacionadas a cadeia produtiva da truta para participar da foto de capa da edição 59 da Revista Êxito Rio. Estiveram presentes Márcia Moreira ( Sebrae/RJ), Gilberto Sader (Doces Sader), Frederico Luccho e Mariana Pimentel (Sítio Gaia), Evandro Pinto (Fazenda Velho Araribá e Restaurante Le Bon Bec), Tenilza Cordeiro e Ruan Pablo (Arco-Íris Truta - Restaurante e Criação), Thiago Mendes, Lícius de Sá Freire, Marcelo Menezes (Fiperj) e Jorge Bräuniger (Restaurante Bräun & Bräun). Todas elas acreditam na importância da truta para o desenvolvimento do turismo no município - Foto: Carlos Mafort

Nova Friburgo tem inúmeras vocações! Almeja se tornar a “capital nacional da cerveja artesanal”, é um famoso polo de moda íntima, conta com uma forte indústria metalmecânica, se destaca também na produção de flores e morangos e, através do polo universitário, forma capital intelectual. Tudo isso é motivo de muito orgulho para o seu povo que, desde a épica chegada dos colonizadores suíços no século XIX, carrega em sua genética a capacidade de superar desafios. Com quase duzentos mil habitantes, o município movimenta a economia da região Centro-Norte fluminense. 

Nova Friburgo se destaca também no cenário do turismo estadual, voltando a ser considerada uma ótima opção por muitos turistas e visitantes. Pouca gente sabe, mas a cidade já esteve na rota do turismo internacional e foi uma das principais referências na construção de um famoso destino turístico da Serra Gaúcha. Os gestores de Gramado aproveitaram o conhecimento obtido em nosso município para nortear suas ações que acabaram resultando em um projeto de muito sucesso.

 

O município já foi muito frequentado por turistas estrangeiros e justamente nesse período teve início a história da truta e a tradição da boa gastronomia em Nova Friburgo. Tudo começou quando os proprietários do antigo Hotel Fazenda São João, Horst e Elisabeth Garlipp, com a intenção de atender aos seus hóspedes que exigiam pratos mais elaborados, importaram da Dinamarca nos anos de 1950 os primeiros alevinos para a criação de trutas na Fazenda Velho Araribá, na localidade de Macaé de Cima. 

O território friburguense é verdadeiramente privilegiado por ter um clima ameno, águas cristalinas, ar puro e, justamente por isso, trutas! Cientes da importância do famoso pescado, apresentaremos na edição 59 da Revista Êxito Rio uma proposição para tornar a truta o símbolo do turismo do município. Com certeza, estamos representando a vontade de muitos que acreditam na relevância desse ícone para o desenvolvimento de um dos mais representativos setores da economia de Nova Friburgo!

 

Parceiros