21/02/2018 - 09:01h - Autor: Chico Vellozo

“HIPERFICIALIDADE”

“HIPERFICIALIDADE”

Criei um neologismo para definir a dinâmica das relações sociais na atualidade. A hiperficialidade é uma palavra que expressa a maneira como as pessoas agem nesses tempos de total “interatividade”. A incessante busca pelo novo é impressionante e aparenta ser uma verdadeira agonia.

A superficialidade exacerbada tem gerado curiosas mudanças! As pessoas conversam em meio a constantes acessos a internet fazendo com que fiquem mais próximas dos distantes e, sem perceber, se distanciem cada vez mais dos próximos. A troca de informações passou a ser muito sintetizada e tenho a impressão de que ninguém se interessa mais pela essência das coisas. Basta saber algumas “palavras-chaves” para se tornar um profundo conhecedor de determinado tema, fazendo com que os diálogos tenham a profundidade de um pires.


Já me acostumei com as bruscas alterações comportamentais ocorridas na sociedade em meus quase sessenta anos de existência. Tudo vem ocorrendo muito rápido! Já há algumas décadas tento me adaptar a esse ritmo frenético e assustador, mas sinto falta de coisas aparentemente simples como uma conversa com início, meio e fim. É fato, tenho que estar sintonizado com toda essa evolução para não "morrer em vida". Sigo adiante, mas não consigo deixar de lado a humanidade para priorizar a frieza das parafernálias tecnológicas que não precisam de sentimento para funcionar. É bom lembrar que as relações interpessoais estão contextualizadas no âmbito sociológico, filosófico, antropológico, enfim em tudo que foi vivenciado para alcançarmos o topo da escala animal.


Não podemos nos tornar meros seres cibernéticos. É preciso dar tempo ao tempo e respeitar o ciclo da vida entendendo que, apesar de algumas decepções, o ser humano é o melhor que nós temos. Vamos curtir uma boa música, um bom filme ou um livro interessante com toda a calma desse mundo e, se não for nenhum exagero, conversar sobre tudo isso com as pessoas do mundo real. Afinal elas ainda existem! Vamos evoluir sempre, mas perder a natureza humana jamais! 

 

Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários