19/06/2018 - 08:59h - Autor: Ayrton Dias

PRAZERES DO INVERNO

O melhor da estação

PRAZERES DO INVERNO

        As temperaturas baixas e noites mais longas do que os dias caracterizam o inverno. A estação mais fria do ano para alguns significa ondas intensas de mau humor em meio às massas polares, principalmente ao acordar cedo. Tomar banho, nem se fala! No entanto, baixa temperatura não quer dizer baixo-astral! Pelo contrário: é o momento de buscar alternativas para se desfrutar dos prazeres que só a temporada de sol morno, pouca chuva e dias gelados pode proporcionar. O inverno é a estação da elegância e do bom paladar e muita coisa boa pode ser feita no decorrer dela. Em primeiro lugar é preciso estar bem consigo mesmo, e para que isso aconteça é importante se cercar de pessoas agradáveis e animadas, evitando-se os “mal-humorados de plantão”. Se vestir bem, frequentar locais charmosos e acolhedores e, principalmente, sair da rotina podem fazer toda a diferença. Muitos aspectos podem contribuir para se ampliar as sensações de prazer que só o inverno oferece.
 
Degustar boas bebidas

        Tradicionalmente, o vinho é uma das bebidas que mais combinam com o inverno. Mas, evidentemente, nem todo vinho é garantia de prazer. O melhor é beber os mais encorpados e tintos, aproveitando uvas como cabernet sauvignon, merlot, malbec e sirah. É claro que as cervejas também vêm ganhando cada vez mais espaço, principalmente as gourmet, indicadas para harmonizações com pratos variados.
 
        Para os abstêmios, as bebidas não-alcoólicas é que são fontes de prazer. Neste caso, os chás se destacam durante a estação e seu consumo é tido como um evento social. Tomar chá é uma tradição que resiste à passagem do tempo e ganha toques cada vez mais modernos e sofisticados. Não o simples chá, mas o hábito milenar que é cheio de detalhes e que mais parece um ritual. Em países como China e Japão, o chá da tarde chega a durar horas. Já na Inglaterra, o chá das cinco geralmente é servido “pontualmente” e em louças finas, acompanhado de bolos e frutas secas. Os indianos têm fama de cultivar os chás mais famosos do mundo e guardam a sete chaves a receita do Chai. Saborear um chá é como apreciar um bom vinho. A qualidade é fundamental e o segredo, segundo os especialistas, está no cultivo e acondicionamento das folhas. Existem vários tipos de chás divididos nas seguintes categorias: chá branco (não fermentado/levemente fermentado), chá oolong (com fermentação média) e chá preto (forte e bastante fermentado).
 
Aproveitar para consumir alimentos bem calóricos

        O calor necessário para animar o espírito pode estar contido em uma barra de chocolate ou numa simples xícara (desde que ela esteja cheia de um bom chocolate quente ou então de um irish coffee — à base de uísque — café e chantilly). Durante a estação mais fria do ano o céu é o limite e é permitido — com moderação, é claro — se saborear umas pedidas mais “consistentes”, como uma suculenta feijoada, por exemplo!

Um jantar romântico em um local aconchegante é sempre um bom programa. Os modelos Geovana Tardin e Osmar Júnior no Espaço Trilhas do Araçari, degustando uma Fondue Vegetariana - Foto: Êxito Rio

Uma refeição muito consumida no inverno é a fondue. Apesar do nome francês, que quer dizer derreter/fundir, o prato é de origem suíça. Na sua concepção original ele é uma mistura de queijos (normalmente Gruyère e Emmental) fundidos com vinho e que vai à mesa acompanhado de fatias de pães, batatas e até cenouras. Atualmente existem algumas outras variações, como fondue de chocolate, carne, fondue chinesa (fondue chinoise) — feita à base de carnes, peixes e legumes, fervidos num caldo de carne com diversas especiarias —, a japonesa (sukiyaki) e a vietnamita. Só é bom lembrar que a gula é traiçoeira!
 
Saborear sopas, caldos e cremes

         A sopa é um importante elemento da gastronomia que pode ser líquido ou pastoso. Seus ingredientes são muito variados e os nutricionistas aconselham a ingestão diária de sopa pelo fato dela ser, na maioria das vezes, um alimento de baixo custo, confecção simples, de fácil digestão e muito nutritivo.
 André Frotté produz receitas especiais de caldos e cremes durante o inverno em seu estabelecimento André Café e Bistrô- Foto: Êxito Rio

           Existem diferenças entre os caldos — mais espessos e engrossados, cozidos com menos água e por mais tempo que as sopas e geralmente contendo pedaços de alimentos — e as sopas, que são mais líquidas e, em sua maioria, feitas com ingredientes cozidos. Você já deve ter experimentado sopas com vegetais (batata, cebola, couve, cenoura, etc), carnes ou peixes e até mariscos. Os caldos são receitas nas quais ossos, carnes, peixes, grãos de cereais ou vegetais são cozidos e coados. Podem ser utilizadas como base para outros líquidos comestíveis, tais como sopas, sucos ou molhos, serem consumidas simples ou com alguns acompanhamentos, como pães, torradas, alho frito e cebolinha. Existem também os cremes que apresentam uma consistência bem espessa e podem ter uma base de caldo ou leite espessado com farinha de trigo ou legume processado.
 
Se agasalhar bem e com elegância

No verão, bonito é revelar o corpo. Já no inverno, a beleza está mesmo no guarda-roupa. Para curtir os meses de frio é bom investir em roupas de qualidade. Vale lembrar que a tecnologia dos tecidos está muito desenvolvida, o que permite encontrar casacos que protegem muito bem sem serem pesados demais — nem no corpo, nem no bolso.  A moda de inverno é criativa, pode ser colorida e muito elegante, principalmente quando usamos tecidos mais nobres que têm um caimento mais clássico, como lã cashmere. Casacos, botas, luvas, lenços e cachecóis também deixam as pessoas muito mais bem vestidas.  


A moda de inverno é criativa podendo ser colorida e sempre muito elegante. Modelos Halbert e e Cristialia (Agência Ricardo Cler). Foto: Celso Jones
             
Se aconchegar

             Assistir a um bom filme ou ler um livro podem ser programas perfeitos para uma noite fria. Para se desfrutar ainda mais do charme da estação é bom programar também idas a lugares aconchegantes, principalmente aqueles que possuam lareira, onde o calor do fogo pode proporcionar momentos especiais. Mas, para quem quer se divertir pra valer, o ideal é ir a um local para dançar a dois. Dessa forma, se aquece até o coração!
 
Praticar atividades físicas

        Com o frio, o corpo fica mais tenso e dores nos ombros e nas costas se tornam comuns, pois as pessoas se movimentam menos e isso deixa as articulações emperradas. Por isso é importante fazer atividade física! A tendência ao consumo de alimentos calóricos é inegável, resultando em um aumento no percentual de gordura. Para equilibrar as coisas, é importante se manter em atividade, pois exercícios físicos feitos com regularidade garantem um metabolismo mais acelerado e, consequentemente, uma maior queima de tecido adiposo. Práticas esportivas tanto ao ar livre quanto em ambiente fechado, com a devida orientação, são muito indicadas.

 A estação mais fria do ano é propícia para se fazer longas caminhadas. No detalhe a travessia Petrópolis-Teresópolis, que é tida como a mais bonita do país. Foto: Êxito Rio

        As caminhadas, pedaladas e escaladas ganham destaque em função da pouca incidência de chuvas durante o inverno e a cesta de ofertas indoor é infinita, com opções como musculação, yoga (que também pode ser praticada ao ar livre), esportes de combate e até natação — em piscinas aquecidas, é claro!
 
Fazer coisas diferentes

      Para quem é reticente à “malhação”, é possível movimentar e aquecer o corpo sem fazer esforço algum. Isso ocorre, por exemplo, através de uma terapia que utiliza pedras vulcânicas aquecidas, com as quais são massageados os meridianos do corpo proporcionando calor e relaxamento, o que resulta em melhoria da circulação e alívio das tensões, entre outros benefícios. Curtir uma genuína sauna finlandesa ou um banho turco também pode ser uma boa pedida!
 
Viajar

        Com a chegada do inverno, as pessoas procuram destinos turísticos tradicionais no Brasil e no exterior. Na Região Serrana do Rio de Janeiro, desfruta-se de ótima hospitalidade em charmosos hotéis e pousadas e de uma gastronomia de primeiríssima qualidade. A região litorânea também pode ser um bom destino durante a estação mais fria do ano. Os preços mais em conta e a tranquilidade da baixa estação — sem aquela verdadeira multidão de turistas — garantem bons momentos, tornando o “inverno na praia” também uma ótima opção. Enfim, o inverno é a estação do aconchego e do bom paladar, possibilitando sensações únicas para quem gosta de celebrar verdadeiramente a vida desfrutando os prazeres dessa maravilhosa época!

Viajar e se hospedar em bons lugares pode até ‘esquentar" a relação!Modelos Jessica Kim e Tainan Gomes (Agência Ricardo Cler). Local: Pousada Refúgio dos Falcões em Nova Friburgo. Foto: Celso Jones

Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários