06/09/2018 - 07:15h - Autor: Chico Vellozo

Amo a democracia

Amo a democracia

Para quem viveu o trágico momento histórico em que a ditadura imperava no Brasil, saborear a democracia é muito bom! Na época, eu era um adolescente e convivia com a falta de liberdade numa boa, até porque não tinha uma opinião muito definida sobre as coisas da vida e, principalmente, pelo fato de não ter nenhuma noção do que realmente significava democracia. Cresci ouvindo as pessoas falarem de liberdade e escutando verdadeiras obras- primas da MPB tratando do tema. Tornei-me adulto, acompanhei de perto o processo de abertura e, entre outras manifestações cívicas, fui à Candelária no famoso comício das “Diretas Já”, enfim... acho que como cidadão me envolvi na democratização do país. 

Posso comparar a transição da ditadura para a democracia como a soltura de um animal domesticado na natureza selvagem. Apesar de, instintivamente, fazer parte daquele meio com certeza não estará mais preparado para as adversidades que o ambiente selvagem impõe. O povo brasileiro é essencialmente democrático, mas não foi preparado para exercer essa vocação. Ficou desorientado, mas o aprendizado vem ocorrendo com o tempo. Não é muito simples, pois o exercício da democracia é extremamente complexo. 

“Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.” Essa frase do filósofo francês Voltaire sintetiza o significado da liberdade de expressão, que é um preceito básico da democracia. Precisamos estar prontos para conviver com as diferenças e respeitar o que cada um pensa. O “bem comum” exige uma enorme evolução da espécie humana e,  sem dúvida, temos avançado em algumas áreas, mas em outras nem tanto. É um processo longo e doloroso, mas alguns mitos já caíram por terra. Por exemplo, sempre foi dito que se a esquerda assumisse o poder estaríamos fadados a sofrer com mudanças radicais. Na verdade não foi bem isso que aconteceu. O que presenciamos foi muito mais do mesmo em doses cavalares e tudo que era contestado pelo PT foi utilizado em seu favor.

Tudo isso faz parte da democracia e estamos aprendendo- mesmo a duras penas- a exercê-la. Vejo surgir uma nova era e a sociedade brasileira vem reagindo bem as mudanças inerentes ao processo democrático. O povo voltou a se indignar, se mobilizando em protestos, e assumiu o seu papel de principal interessado na “coisa pública”. Começo a perceber a dor e a delícia do que significa "o bem de todos e a felicidade geral da nação!" 

Notícias relacionadas

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS

Compatilhe nas Redes Sociais!

comentários