Por: AYRTON DIAS

03/03/2021

14:49:02

BÚZIOS, CORONAVÍRUS E O TURISMO

BÚZIOS, CORONAVÍRUS E O TURISMO
Em plena temporada de verão, que gera uma grande movimentação de turistas e visitantes na cidade, o famoso balneário não foi assolado por uma grande disseminação da doença. Vários fatores contribuíram de maneira determinante para que a taxa de ocupação de leitos hospitalares chegasse, em alguns momentos, a zero - Fotos: Êxito Rio

Apesar do grande afluxo de pessoas a população buziana soube se preservar. Além disso, o esforço para que o tratamento precoce fosse disponibilizado a população, logrou êxito para a saúde pública do município. Segundo Thomas Weber, empresário do ramo da hospitalidade, a proatividade dos donos de estabelecimentos e a sensibilidade dos gestores municipais, contribuíram fundamentalmente para que os prejuízos advindos da enorme crise gerada pela pandemia fossem amenizados.


Espaços amplos e arejados contribuem para a não disseminação da doença

Thomas, que é uma importante liderança regional, faz questão de destacar que as características da arquitetura buziana - com seus pés-direitos altos e a ausência de prédios de muitos andares - tornam os ambientes mais arejados e menos suscetíveis a aglomerações. Ele acredita também que a boa relação pública/privada contribuiu para que a sociedade civil organizada obtivesse significativos avanços em todas as áreas.



O movimento “Partiu Búzios”, contrário ao lockdown inicialmente instituído na cidade, envolveu entidades como Associação dos Hotéis de Buzios (AHB), Associação das Pousadas de Búzios (APB), Buzios Convention Bureau e Sindicato de Hoteis, Restaurantes, Bares e Similares de Armacao dos Buzios (SindSol). A campanha deu grande alento ao trade turístico e contribui para que o gerenciamento da situação ocorresse em bom termo.


MAIS RECURSOS PARA O TURISMO DA COSTA DO SOL



O empresário Thomas Weber é uma importante liderança da Região e recentemente assumiu a vice-presidência do Condetur

Além do efetivo controle da disseminação do coronavírus, o município de Armação dos Búzios comemora também a obtenção de recursos federais que foram requisitados pelo Conselho de Desenvolvimento do Turismo da Costa do Sol (Condetur) através da plataforma MAIS BRASIL do Ministério do Turismo. Dos 13 municípios da Costa do Sol apenas 11 cidades terão condições de receber ajuda substancial do governo federal, a fundo perdido, em função da sua classificação  no mapa do turismo brasileiro.


O Festival Gastronômico de Búzios será um dos eventos beneficiados com a verba federal

Confira quais são as cidades e os valores que podem receber:

  • Categoria A = Cabo Frio, Búzios e Macaé; cada uma das cidades podem receber até R$ 800 mil por ano para apoio a eventos tradicionais.
  • Categoria B = Arraial do Cabo, Saquarema e Rio das Ostras; podem receber até R$ 600 mil.
  • Categoria C = Maricá, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia e Casimiro de Abreu; podem receber até R$ 400 mil.
  • Categoria D = Quissamã; pode receber até R$ 200 mil.

Para saber se o evento se enquadra para receber os recursos federais, basta enviar a solicitação para o e-mail condeturrio@gmail.com.

Últimos vídeos postados

GASTRONOMIA

VALE A PENA VER DE NOVO: OS SABORES DA
VALE A PENA VER DE NOVO: OS SABORES DA (...)
O empresário niteroiense Emerson Pelegrinelli, proprietário da boutique de carnes "Santa Carne" na Região Oceânica de Niterói, fala sobre cortes especiais e (...)

HISTÓRIA

NOVA FRIBURGO, A SUÍÇA BRASILEIRA?  (PARTE 4))
NOVA FRIBURGO, A SUÍÇA BRASILEIRA? (PARTE (...)
Neste último episódio da série de programas, o professor Ricardo Costa fala do Movimento operário e as greves do século XX em Nova (...)